Franquia Lucrativa » Franchising » Dicas para gerenciar um negócio em franquia

Dicas para gerenciar um negócio em franquia

Está começando um novo negócio e tem dúvidas sobre como gerenciar o seu empreendimento? Essas dicas vão te ajudar a traçar um planejamento para o sucesso de sua empresa.

     

As franquias assim como qualquer outro tipo de negócio exigem bastante cautela e tranquilidade de seus administradores ao lidar não somente com a clientela, mas também com os funcionários. Preparamos então algumas dicas sobre como gerir o seu empreendimento sem dores de cabeça.

Dedicação ao negócio

Muitas pessoas investem em franquias de renome, famosas e que geralmente são bem-sucedidas e pensam que isso é tudo. O erro está em acreditar que êxito vem apenas da marca. Todas as empresas de sucesso tem em seus bastidores uma equipe bem preparada e liderada.

Para isso é necessário dedicação e tempo, então se o seu negócio está começando não se poupe de dedicar tempo integral a ele, pois deste modo poderá visualizar eventuais falhas e trabalhar na solução delas.

Estabeleça um planejamento

A articulação de um planejamento com estratégias e metas a serem alcançadas, levando em consideração questões relativas aos clientes, fornecedores, colaboradores e etc, é imprescindível, pois o conjunto de tais ações permite que a organização e andamento dos processos se deem de forma competitiva promovendo assim sua continuidade.

Não fique apenas no papel, os planos devem envolver ações, dessa maneira é preciso definir quem serão os responsáveis, em que prazo a atividade ocorrerá e quais recursos serão utilizados para execução do planejamento.

Atenção às finanças

Pessoa verificando finanças.

Analisando as finanças.
(Foto: Reprodução)

O acompanhamento cotidiano do fluxo do caixa é vital, se possível faça um plano orçamentário para um longo período, por exemplo, anualmente, pois assim ficará mais fácil organizar as despesas com materiais e serviços.

Não deixe de fazer anotações a respeito de despesas que não foram planejadas, como pagamento de hora extra, reposições de materiais que estragaram, produtos jogados fora e etc.

Procure também não usar o dinheiro do caixa para pagar contas ou com despesas pessoais, entenda que o lucro não faz parte do dinheiro separado como capital de giro, ou seja, o que será utilizado para pagar as contas da empresa.

Olhos atentos à concorrência

Uma característica notável do mundo dos negócios é o seu teor competitivo, sendo assim saber observar a concorrência é um item para sobrevivência. Prestar atenção em empresas do mesmo segmento que a sua, pode te ajudar a ter ideias para melhoria e promoção dos serviços e produtos oferecidos.

Assim como empresas de outras seções, poderá fazer um estudo para analisar como tais o afetam, se for de forma positiva é viável trabalhar no redirecionamento da estratégia comercial.

⇒ Conheça os clientes

Lembra daquele velho ditado “O cliente tem sempre razão”? Ele está certíssimo e deve ser aplicado no seu cotidiano. Ouvir o que sua clientela tem a dizer é fundamental, independente de críticas ruins, assim poderá trabalhar na melhoria.

É essencial demonstrar interesse no cliente, é satisfatório para ele ter seus desejos atendidos. Pesquisas informais a respeito da qualidade dos serviços prestados também são uma boa pedida, além de descobrir se o seu cliente está satisfeito, você estará criando uma afeição mais próxima, fazendo com que ele se sinta a vontade para voltar mais vezes.

⇒ Segurança no trabalho

Quando o assunto é empresas, deve-se pensar principalmente nos funcionários, eles estarão vendendo o seu produto, portanto é básico um nível de segurança para que exerçam suas respectivas funções com eficácia.

É indispensável salientar que não se trata de uma opção, a segurança no trabalho é lei e deve ser inserida dentro da empresa. Sem contar que a segurança no trabalho deixa o ambiente mais organizado, aumentando assim a produtividade.

⇒ Consciência ambiental

Gerir um negócio não é tarefa fácil e demanda diversas responsabilidades. Em meio a tantas coisas para se resolver, muitos administradores esquecem de um ponto bastante sério: a questão sócio-ambiental.

Muitos empresários que buscam somente o lucro, acabam passando isso a seus funcionários, o que acarreta na construção de uma empresa sem nenhuma consciência ambiental. Ter essa consciência e inserir ela na prática diária dos seus funcionários pode fazer com que não só os seus consumidores, mas toda a comunidade a veja com olhos diferentes.

» Caso haja interesse, consulte a Lei da Educação Ambiental (Lei nº 9.795), a qual dispõe sobre como trabalhar a conscientização ambiental.

Como foi visto, não precisa ser um expert em finanças para administrar um negócio de modo prazeroso, basta fazer um planejamento estratégico bem organizado, que não transformará sua vida de empreendedor em uma rotina estressante.

Outras franquias lucrativas e dicas relacionadas:


Quer comentar ?

You must be logged in to post a comment.