Franquia Lucrativa » Franchising » Empréstimo para abrir uma franquia

Empréstimo para abrir uma franquia

Se você deseja ser dono de franquia e está sem dinheiro, saiba que é possível optar pelo financiamento com o próprio franqueador ou buscar programas de linhas de crédito em bancos. Confira!

     

As franquias vêm a cada dia ganhando um espaço maior no mercado (por ser um negócio rentável e que nos últimos anos melhorou a situação econômica de várias pessoas), como consequência, os requisitos para se abrir uma também aumentaram.

Um fator que dificulta muito é a falta do capital necessário, neste momento o futuro empreendedor tem então algumas possibilidades:

  • Financiar com o próprio franqueador.
  • Pedir um empréstimo para algum familiar, onde a taxa de juros vai ser bem menor que a do mercado.
  • Buscar programas de linhas de crédito específicos para franquias.

Antes de tomar uma decisão final, conheça como o negócio funciona e se você está preparado para tal exercício.

Se ainda está em dúvida sobre o mundo das franquias, consulte a página da Associação Brasileira de Franchsing  ou do SEBRAE.

Carteira sem dinheiro

Sem dinheiro para investir?
(Foto: Reprodução)

Existem dois bancos públicos brasileiros que oferecem programas para financiamento de franquias. Conheça um pouco de cada a seguir:

Programa CEF Franquia (Caixa Econômica)

Quando se trata do financiamento de franquias, a Caixa Econômica é o banco mais procurado. Ela conta com um programa que oferece crédito para o financiamento de investimentos.

Após uma análise e aprovação junto com a franqueadora, o programa dispõe de um capital de giro e financiamento fixo para abertura. Atualmente, a taxa de juros mais a taxa de juros a longo prazo são de 10% e o valor máximo a ser financiado é R$ 400.000,00.

Programa BB Franquia (Banco do Brasil)

Este programa é oferecido tanto para o franqueado, quanto para o franqueador. No primeiro caso, é oferecido um crédito para a instalação ou melhoria, assim como um capital de giro que é possível ser dividido em até 36 vezes, afiliação com a Cielo, cartão BNDES, antecipação de valores a receber, assim como outros serviços.

Já no caso do franqueador, o programa oferece assessoria de profissionais qualificados, associação com a marca Banco do Brasil e soluções em crédito para gestão financeira. Um ponto ruim deste programa é que ele aceita fazer financiamento caso o franqueador já seja um associado ao BB Franquias.

Não é recomendável que se financie 100% do capital para o investimento, pois além de questões pessoais, é interesse do banco fazer uma análise preliminar da rede e quais as taxas de retorno é possível obter, como garantia pode ser utilizada até a própria operação da franquia. Por isso, se atente antes de financiar 100% do valor.

É importante ressaltar que o ideal ainda é tentar o financiamento com o próprio franqueador, uma vez que muitas franqueadoras já têm um fundo especial para este tipo de ação. Desta forma é possível uma negociação, por exemplo, a respeito dos juros, que podem diminuir conforme o faturamento mensal que a unidade obter.

Preparar um planejamento de negócios e rentabilidade a curto, médio e longo prazo pode te ajudar a escolher a melhor forma de financiamento para abertura da sua franquia. Analise todas as suas opções e escolha a que melhor se encaixa ao seu perfil e expectativas.

⇒ Se ainda está em dúvida sobre qual o tipo de franquia abrir, consulte nosso artigo sobre Franquias de baixo custo e sucesso.

Outras franquias lucrativas e dicas relacionadas:


Quer comentar ?

You must be logged in to post a comment.