Franquia Lucrativa » Franchising » Mitos sobre as franquias

Mitos sobre as franquias

Levar em consideração tudo que você já ouviu a respeito das franquias pode te atrapalhar na sua trajetória de empreendedor, confira nesse artigo alguns mitos que giram entorno desse mundo.

     

O negócio de franquias vem evoluindo nos últimos anos e alguns mitos estão sendo extinguidos, entretanto outros continuam de pé e muita gente acredita neles, o que muitas vezes faz com que o empresário caia em verdadeiras armadilhas.

Conhecer sobre o investimento em que você estará empreendendo é essencial para evitar cair em armadilhas no momento da aquisição de uma franquia. Preparamos então uma lista com alguns itens que popularmente são vistos como verdade, mas que ao revelarem sua face com o passar do tempo se tornam a ruína do investidor.

Franquias são sempre um empreendimento de sucesso

O negócio de franquias tem no Brasil uma retrospectiva ligada ao sucesso. A cada ano que se passa a quantidade de oferta de serviços e produtos para franquias aumenta, assim como novos empreendedores procurando um bom investimento.

Entretanto, é importante observar que nem sempre este será um bom modelo para quem pretende investir ou expandir, uma vez que é necessária uma gestão de total dedicação e que seja bem planejada. Mesmo as franquias tendo mais pontos positivos que negativos é necessário que o empreendedor observe quais são as suas expectativas a curto, médio e longo prazo e defina qual a disponibilidade que ele tem para se concentrar no trabalho.

Série de dominós caindo em efeito borboleta.

Acreditar em mitos pode ser um erro fatal para o negócio.
(Foto: Reprodução)

Franquia é um negócio de baixo risco

Sem dúvidas as franquias oferecem uma segurança maior ao empreendedor, pois já contém um sistema próprio de funcionamento e desenvolvimento, assim como fornecem ao gestor e a equipe treinamentos, avaliações constantes e o mais importante, a transferência do know-how.

Porém, essas vantagens apenas minimizam os riscos que o empresário enfrentaria se optasse por um negócio autônomo, o perigo permanece o mesmo e muitas vezes até mais nocivo se o investimento não for bem administrado.

Qualquer um pode se tornar um franqueado

Ser um franqueado é, ser ao mesmo tempo, o dono de um negócio e um empregado, uma vez que gerencia uma loja, mas é subordinado aos padrões estabelecidos pela franqueadora.

Por isso, para que alguém se torne um franqueado, as franqueadoras costumam criar um perfil ideal para quem deseja fazer parte do grupo, assim, se o candidato não preencher a algum dos requisitos, o mesmo não poderá obter uma franquia.

Podemos utilizar como exemplo dessa situação as condições financeiras, visto que as franquias geralmente são negócios que precisam não somente de um investimento inicial, mas de um capital de giro para manter o negócio funcionando, ou seja, se o empresário não tem essa premissa é impossível ele fazer parte deste tipo de negócio.

Apenas marcas de renome trazem sucesso garantido

Se o empresário não é capaz de divulgar e promover no mercado local a marca com a qual trabalha, é possível que ela envelheça e se torne obsoleta com o passar do tempo, caso não haja inovação na forma como os serviços e produtos são prestados.

Poder tornar-se franqueado de uma marca famosa já é uma grande vantagem frente a outros investimentos, pois grandes marca já são conhecidas pelo público, contudo é importante notar que o consumidor se mantém fiel somente até outra marca do mesmo ramo surgir no mercado.

Quem é o franqueado trabalha menos

Muitas pessoas acreditam que após adquirir uma franquia trabalharão menos do que trabalhavam antes, entretanto especialmente no início do negócio o investidor precisará se dedicar bastante e muitas vezes até “pegar no pesado”.

A natureza operacional que uma franquia tem é bem prática e objetiva, cabendo assim ao franqueado exercer uma função sempre ativa, buscando trazer melhorias e inovações com base nas avaliações que devem ser constantes e que partem das perspectivas pressupostas em um planejamento.

Devo investir todo dinheiro que tenho na franquia

Se o candidato a franqueado não tem todo o dinheiro que é necessário para abrir uma franquia e para mantê-la funcionando, é melhor nem arriscar, pois a tendência é que se afunde em mais e mais empréstimos. Nessas situações é recomendável procurar um financiamento com a própria franqueadora ou em linhas de créditos que os bancos oferecem especialmente para franquias.

Outro fator importante a se analisar dentro das condições financeiras é se o retorno do investimento é rápido e garantido. Procure estudar o prazo que a franqueadora determina para o retorno do investimento inicial e observe se ele atende as suas necessidades.

Não é preciso consultar um especialista antes de adquirir uma franquia

Antes de optar por determinada franquia é recomendável que o investir procure se comunicar com outros franqueados da mesma marca, para que desta forma ele tenha uma opinião prática sobre como funciona este negócio.

Consultar um contador e um advogado antes de assinar o contrato final também é imprescindível para que futuramente o negócio não tome rumos inesperados.

» Caso você ainda tenha dúvidas sobre como funciona uma franquia empresarial acesse nosso artigo e saiba como ter uma formação voltada para esse segmento.

Outras franquias lucrativas e dicas relacionadas:


Quer comentar ?

You must be logged in to post a comment.