Franquia Lucrativa » Abrir em Casa » Quanto preciso para começar meu negócio?

Quanto preciso para começar meu negócio?

Os custos para se abrir uma empresa variam bastante, dependendo de qual segmento você pretende adentrar, poderá precisar de muito capital ou de quase nenhum. Veja nossas dicas a seguir e se oriente!

     

O mundo do empreendedorismo está cheio de ideias boas e inteligentes, difícil mesmo é colocá-las em prática ou fazer com que tenham sucesso. O maior empecilho neste processo é um velho conhecido: capital inicial.

Especialistas afirmam que quando se pensa em abrir uma empresa é aconselhável que o empreendedor tenha no mínimo três vezes mais capital do que gastaria eventualmente, uma vez que, no início as margens de lucros podem não ser tão boas quanto esperado.

Tal valor varia dependendo de qual o tipo de negócio você pretende começar, por exemplo, uma casa de sucos é uma boa sugestão pra quem pretende gastar pouco, a propaganda pode ser feita para diversas outras empresas, podendo assim ser oferecido um serviço delivery, sem contar que os materiais para fabricação são baratos.

De outro lado, se o capital para aplicar em um negócio for maior, é possível apostar em um clube gourmet com alimentos e bebidas importados, pelo fato de haver um investimento maior, há também uma rentabilidade maior, assim como um público específico e restrito de um nível econômico mais alto.

Temos também um terceiro cenário: franquias. Neste os gastos já estão dentro de um padrão que é pré-estabelecido e oferecido pelo franqueador, como custos com mobília, materiais, taxas de publicidade e etc.

 Consulte o nosso artigo sobre o passo a passo para quem deseja realizar a abertura de uma franquia Passo a passo para abrir uma franquia.

Moeda brasileira.

Notas de cinquenta reais.
(Foto: Reprodução)

Independente de qual seja o ramo de atuação, um ponto bastante relevante e que é esquecido por aqueles que pretendem ser tornar futuros empreendedores, é relativo aos custos e taxas com o processo de legalização, o qual fica por volta de R$ 2.000,00. Veja como esse dinheiro é gasto:

Pesquisa de Viabilidade – feita na prefeitura para verificar se o imóvel em que se pretende instalar a sede é autorizado. Valor: R$ 5,00 à R$10,00.

Registrar o Contrato Social – pesquisa e registro do nome da empresa na Junta Comercial. Valor: R$ 300,00.

Advogado – será necessário contratar um, caso sua empresa não seja considerada micro-empresa ou empresa de pequeno porte. Valor: R$ 200,00.

Alvará Sanitário –  documento que indica que o imóvel e o terreno estão em condições higiênico-sanitárias básicas. Valor: 100,00 (podendo variar de acordo com o tamanho da área).

Alvará do Corpo de Bombeiros – documento que indica se o imóvel e o terreno estão em condições de trabalho com segurança. Valor: R$ 100,00 + utensílios de segurança, como extintor, alarme de incêndio, luz de emergência e etc.

Alvará de Estabelecimento – licença que permite a localização e funcionamento dos estabelecimentos. Valor: R$ 100,00 à R$ 500,00.

Alvará Especial conforme a atividade – licença fornecida pelo órgão de classe conforme a atividade que o estabelecimento exerce. Valor: R$ 200,00 à R$ 500,00.

Notas Ficais – aquisição do primeiro lote de notas ficais. Valor: R$ 300,00.

PCMSO e PPRA – Programa de Controle de Medicina e Saúde Ocupacional e Programa de Prevenção de Riscos Ambientais. Valor: R$ 300,00.

É importante ressaltar que os alvarás devem ser renovados todo ano, assim como a Contribuição Sindical Patronal. Esteja sempre ao lado da Lei, os processos são um pouco burocráticos, mas tentar se desviar deles pode ser bem mais estressante futuramente.

Tenha um planejamento para que o dinheiro não falte e para projetar os gastos. Se oriente com um contabilista de sua confiança.

Outras franquias lucrativas e dicas relacionadas:


Quer comentar ?

You must be logged in to post a comment.